Kioto Abe

Kioto Abe

Kioto Abe 596 747 institutozenzoyamamoto@gmail.com

Vou citar quatro casos de pacientes que tratei, utilizando o conhecimento que adquiri com o Prof. Zenzo Yamamoto.

1. Uma paciente minha indicou-me seu noivo cujo braço direito se deslocava e estava com cirurgia marcada com um médico. Ele estava com medo da cirurgia, pois a garantia de sucesso era de 50%. Não operou porque o médico viajou para os Estados Unidos. Ele fora militar e tivera que treinar a atirar com mosquetão e achava que foram os francos dos tiros que o afetou. Examinei-o e verifiquei que o músculo sobre a omoplata estava rígido. Apliquei-lhe 10 sessões de massagens em dias alternados. Ao findar, o músculo tinha amolecido e sugeri que ele fizesse alguns movimentos com o braço e ele não sentiu nada. Falei que ele precisa fazer exercícios para fortalecer os músculos. Ele retomou ao médico que ficou espantado porque o braço estava normal: examinando o raio-X verificou que não tinha espaço entre o ombro e o braço.

2. Uma senhora tinha um filho e queria um segundo, mas por dez anos ela engravidava e abortava. A prima dela me apresentou. Eu percebi que a região sacral estava rígida e ela dizia que tinha menstruação normal, roas demorava para parar de sangrar. Ha tinha também friagem nas pernas. Fiz urna série de sessões de massagem e ensinei os exercícios que o Prof. Zenzo passava para os seus clientes para a coluna, pernas e útero. Em três meses ela ficou grávida e teve uma menina. A notícia espalhou e as pessoas falavam que eu fiz a mulher engravidar. Pedi para não espalharem, pois poderiam entender que eu tinha engravidado a mulher e isso poderia me trazer transtornos e todos caiámos na gargalhada.

3. Uma pessoa tinha problema de visão por causa da rigidez no ombro. Ensinei os exercícios para o pescoço e a respiração abdominal porque o abdômen estava flácido. Depois disso essa pessoa não teve mais problema de visão.

4. Tinha uma senhora que tinha mediunidade e incorporava espíritos, sem controle. Ensinei a respiração abdominal para fortalecer o “Seika Tanden” (centro de energia que fica abaixo do umbigo). Com esse fortalecimento, ela passou a perceber os espíritos que queriam incorporar e passou a conseguir não lhes dar passagem.